Limpeza de pele

Cuidar da pele é essencial não somente para manter a aparência, mas também para ter mais saúde. A pele é o maior órgão do nosso corpo e precisa ser tratada adequadamente para manter-se saudável e jovem. Para isso, existem vários tipos de cuidados que podemos ou devemos ter com ela, seja diariamente ou periodicamente. Entre esses cuidados que garantem beleza e saúde, está a limpeza de pele.

Os cuidados com a pele

Os cuidados com a pele incluem uma alimentação saudável e rica em nutrientes, na ingestão de água para mantê-la hidratada (fator fundamental para estimular sua imunidade), a utilização de cosméticos que tonifiquem, hidratem e combatam radicais livres e também tratamentos estéticos que cuidam tanto da beleza como da saúde da pele.

A limpeza de pele é capaz de deixar a pele mais saudável e mais bonita, prevenindo problemas estéticos e também oferecendo bem estar. Isso porque a limpeza de pele é um procedimento que além de livrar a pele de impurezas, ainda favorece o relaxamento nesses instantes que são apena seus.

Os benefícios da limpeza de pele

A limpeza de pele oferece diversos benefícios, e se você deseja ter todos esses benefícios que vamos te mostras agora:

– Remoção de célula mortas – a pele também libera células mortas e essas precisam ser eliminadas do rosto para que a pele nova possa respirar e ser nutrida pelos cosméticos. A limpeza de pele remove as células mortas da epiderme e permite que a pele se renove e fique mais bela.

– Higiene para sua pele – As práticas de higiene diárias nem sempre conseguem extrair todas as impurezas da pele, e estas se acumulam com o tempo. Para ter uma pele saudável ela precisa estar limpa, porque quando a pele está suja ela nem mesmo consegue sentir os efetos dos cosméticos utilizados.

– Remoção de cravos – os cravos deixam a pele com aspecto feio e até mesmo áspero dependendo do caso. A limpeza de pele livra o rosto de cravos abertos, cravos fechados, e também do milio.

– Desintoxicação – A limpeza de pele também desintoxica o rosto e por isso a pele fica mais saudável e mais bonita, combatendo os radicais livres que causam envelhecimento precoce.

– Redução da oleosidade – a pele humana produz sebo e no rosto isso fica muito evidente pelo brilho que ela adquire ao longo do dia. A limpeza de pele favorece a diminuição da produção de sebo da pele e ela fica mais aveludada.

Com tudo isso é claro que sua pele ficará ainda mais bela e muito mais hidratada e saudável.

Massagem Relaxante

As técnicas de relaxamento estão na lista de prioridades da maior parte da população. Afinal, com a vida atribulada que muita gente leva, é comum encontrarmos pessoas tensas, estressadas, ansiosas e com dores musculares, principalmente nas costas, ombros e pescoço. 

A técnica da massagem relaxante ajuda, e muito, a aliviar esses sintomas e a obter outros benefícios para o corpo.

O que é massagem relaxante?

A massagem relaxante é um procedimento aplicado com movimentos firmes e suaves, utilizando manobras manuais na musculatura do corpo.

Durante a massagem é liberado um hormônio chamado ocitocina. Ele é responsável no combate à tensão muscular. A ocitocina também auxilia no fluxo intestinal, estabiliza a pressão arterial e diminui o estresse.

As técnicas empregadas no corpo do paciente conferem a ele relaxamento e alívio muscular. Além disso, produz efeitos nos sistemas nervoso, circulatório, linfático e respiratório.

Veja os principais benefícios proporcionados pela massagem relaxante:

  • Elimina toxinas e resíduos metabólicos;
  • Diminui a insônia;
  • Diminui a ansiedade;
  • Controle do estresse;
  • Alívio das tensões e dores musculares;
  • Melhora da elasticidade da pele e do sistema imunológico;
  • Alívio de dores de cabeça;
  • Redução do cansaço;
  • Diminui a pressão arterial, no caso de pacientes hipertensos;
  • Aumento do tônus muscular e hidratação da pele;
  • Retarda o envelhecimento.

Em outras palavras, a massagem relaxante auxilia no tratamento de dores físicas, como contorções, luxações, cãibras e edemas, e emocionais, como estresse, depressão e insônia.

reflexologia 2

Serviço de Terapia

Quiropraxia, reflexologia, terapia miofascial (ponto gatilho) e auriculoterapia.

 

Quiropraxia

Essa é uma área da saúde especializada no alinhamento do corpo, que é, sem dúvidas, um dos principais fatores que mantêm o organismo funcionando corretamente. Quando isso não acontece, são enviados sinais de que algo não está bem, e então podem começar as dores e incômodos que acometem muitas pessoas.

A coluna vertebral está disposta literalmente no centro de nosso organismo e, por isso, equilibrá-la é fundamental. Para evitar esse tipo de mal-estar, ou seja, o que é causado pelo desalinhamento dessa estrutura, a quiropraxia é um dos tratamentos mais indicados e que trazem bons resultados.

Reflexologia

A reflexologia é de origem chinesa e pode trazer alguns benefícios para a saúde dos pacientes. Essa técnica milenar chinesa ajuda a aliviar dores, além de auxiliar no relaxamento e no sistema imunológico e o melhor: você pode praticá-la em casa sem nenhum custo! A massagem é bem simples, basta você tira os sapatos e começar apertando todo o pé e tornozelos por alguns minutos.

 Cada ponto do pé corresponde a um órgão do corpo, que, por sua vez, está relacionado aos sentimentos. Para isso, encontre o ponto certo e o pressione com o polegar em movimentos circulares para sentir os resultados.   

Terapia Miofascial

A Liberação Miofascial é uma técnica de massagem que aplica pressão em alguns pontos do corpo e ajuda a relaxar e alongar os músculos, para que haja maior liberdade entre o músculo e a fáscia.

A fáscia é uma membrana do tecido conjuntivo, localizada logo abaixo da pele e permite o deslizamento perfeito dos músculos durante os exercícios. A fáscia ajuda a manter a força muscular, pois ajuda o músculo a exercer mais eficientemente a contração e permite um fácil deslizamento dos músculos entre si, transmitindo, assim, tensões geradas pela atividade muscular e reduzindo a fricção.

Auriculoterapia

A auriculoterapia constitui uma parte importante da Medicina Tradicional Chinesa, sendo atualmente um ramo na especialidade da Acupuntura, e foi oficializada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma terapia de microssistema. É um método que conseguiu impor-se pelos resultados obtidos e por ser pouco invasivo, o que faz com que seja bem aceito pelos pacientes.

 

Benefícios da massagem regular

Pesquisas médicas revisadas por pares mostraram que os benefícios da massagem incluem alívio da dor, redução da ansiedade e depressão, e pressão arterial temporariamente reduzida, frequência cardíaca e estado de ansiedade.

Testes adicionais mostraram um aumento imediato e aceleraram os períodos de recuperação do desempenho muscular. As teorias por trás do que a massagem pode fazer incluem o bloqueio da nocicepção (teoria do controle do portão), a ativação do sistema nervoso paras-simpático, que pode estimular a liberação de endorfinas e serotonina, impedindo o tecido fibroso da cicatriz, aumentando o fluxo da linfa e melhorando o sono, mas esses efeitos são ainda a ser apoiado por estudos clínicos bem projetados.

Alívio da dor: O alívio da dor devido a lesões músculo-esqueléticas e outras causas é citado como um grande benefício da massagem. A massagem de acupressão ou ponto de pressão pode ser mais benéfica do que a massagem sueca clássica no alívio da dor nas costas.

Alguns pontos de benefícios da massagem:

  • Estado de ansiedade: A massagem demonstrou reduzir a ansiedade do estado, uma medida transitória da ansiedade em uma determinada situação.
  • Pressão arterial e frequência cardíaca: a massagem demonstrou reduzir temporariamente a pressão arterial e a freqüência cardíaca.
  • Ansiedade de característica: a massagem demonstrou reduzir a ansiedade de característica; a suscetibilidade geral de uma pessoa à ansiedade.
  • Depressão: a massagem demonstrou reduzir a depressão subclínica.

Auriculoterapia

A auriculoterapia é uma técnica derivada da acupuntura, que faz pressão em pontos específicos da orelha para tratar e diagnosticar diversos problemas físicos, mentais e até emocionais.

Duração de uma sessão 20 minutos.

Os pontos da acupuntura estão espalhados por todo o corpo humano, mas há locais que agrupam microsistemas de pontos que se conectam com alguns órgãos internos, a exemplo da orelha, do nariz e da mão.

No caso do pavilhão auricular, há uma porção de pontos associados a órgãos e partes do corpo que, através da estimulação, trazem alívio à doenças, dores e desequilíbrios, como a enxaqueca e a insônia.

Para que serve a auriculoterapia

A acupuntura auricular não é só eficaz para a ampla variedade de doenças comuns, ela também pode ser usada com bons resultados no tratamento de doenças de difícil resolução ou como analgésico durante o ato cirúrgico.

A auriculoterapia, portanto, pode tratar qualquer problema, seja doença, dores, sintomas ou distúrbios psicossomáticos nos âmbitos físicos e emocionais.

Os pontos auriculares podem ser escolhidos de acordo com a doença específica ou conforme a localização anatômica. “Por exemplo, para tratar queixas no estômago, posso selecionar o ponto do estômago”.

Esta técnica pressupõe conhecimentos aprofundados da medicina chinesa, que relaciona um órgão a manifestações fisiológicas diferentes. O ponto do fígado, por exemplo, pode tratar alterações no olho ou visuais, porque o fígado, na medicina chinesa, está relacionado à visão.

Outros exemplos seriam o ponto endócrino, para tratar desequilíbrios e irregularidades no ciclo menstrual, e o ponto do cérebro simpático, para alterações emocionais.

Uma vez escolhidos os pontos, o estímulo pode ser feito através de sementes, esferas metálicas, agulhas, laser, calor, raio infravermelho, massagem, bastões de moxa ou até cristais. A seleção vai depender de qual escola de acupuntura o terapeuta segue, se é a francesa ou a chinesa.

Além disso, é importante que o local e os instrumentos estejam bem esterilizados para evitar infecções no pavilhão auricular. Isso porque a estimulação se aproxima muito da cartilagem na orelha que, quando infectada, pode dar ao paciente o risco de contrair uma condrite, um tipo de inflamação que é difícil de tratar.

Quem pode fazer

A terapia de acupuntura auricular pode ser feita em qualquer pessoa, independente da idade, trazendo benefícios para adultos, idosos e crianças.

Segundo o Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura, pacientes imunodeprimidos, diagnosticados com AIDS ou diabetes, em uso de anticoagulantes ou com alguma infecção ativa devem ser tratados com cautela.

Pontos da auriculoterapia

A Agência Nacional de Acreditação e Avaliação em Saúde (ANAES), órgão francês equivalente ao Ministério da Saúde brasileiro, publicou em 2003 e 2004 uma lista de quadros para os quais são indicados o tratamento por auriculoterapia francesa:

·         Dores crônicas e agudas, agindo como analgésico

·         Ansiedade e depressão (como parte de um tratamento geral)

·         Distúrbios funcionais digestivos, como náuseas e vômitos

·         Vícios diversos, incluindo tabagismo

·         Alergias, incluindo rinite alérgica

·         Auxílio na recuperação motora

·         Patologia unctional urogenital.

Insônia

A insônia pode estar relacionada ao estresse psicológico, ou ainda a um momento de fadiga e baixa vitalidade. Desta forma, o problema pode ser tratado através da terapia de acupuntura auricular.

Dor de cabeça

A dor de cabeça, principalmente as cefaleias tensionais causadas por tensões na musculatura da cabeça, podem ser aliviadas através do estímulo em pontos no pavilhão auricular.

Enxaqueca

Um tratamento muito popular através da auriculoterapia é para enxaqueca que, na medicina chinesa, é atribuída a uma disfunção do fígado. Tratando, então, os pontos do fígado e vesícula biliar pode-se aliviar as enxaquecas de origem emocional.

Auriculoterapia chinesa X Auriculoterapia francesa

Desenvolvida ao longo de três mil anos, a auriculoterapia na Medicina Tradicional Chinesa usa uma cartografia própria com 200 pontos localizados nas duas orelhas.

Por outro lado, a utilização da auriculoterapia na medicina ocidental surgiu a partir dos estudos do médico francês Paul Nogier que, na década de 1950, mapeou 43 pontos na orelha que possuem correspondência com órgãos e sistemas do corpo humano.

Nogier publicou uma cartografia da orelha que ficou conhecida como “Auriculoterapia Francesa”, em que os pontos correspondem a uma imagem de um feto invertido no pavilhão auricular.

Os pontos mapeados por Nogier foram amparados por fundamentos da neurofisiologia, confirmados por estudos de ressonância magnética funcional.

Portanto, as principais diferenças entre as duas escolas são suas cartografias, que foram baseadas em diferentes premissas, e também nos instrumentos utilizados. A chinesa acaba utilizando cristais, sementes e agulhas, enquanto a francesa usa agulhas, laser, massagem e infravermelho.

Em 1990, A Organização Mundial da Saúde incluiu a auriculoterapia no sistema da Medicina Geral como método de tratamento principalmente para dores e problemas funcionais. Hoje, ela é praticada em muitos países, incluindo o Brasil.

Terapia miofascial (ponto gatilho)

Imagine uma espécie de rede formada por uma película branca, semelhante à que encontra numa peça de carne, que envolve, separa, suporta, liga e protege todas as estruturas do seu corpo.

Assim é fáscia, uma bainha de tecido conjuntivo fibroso que atua como uma peça única, desde o crânio até às plantas dos pés. A fáscia dá forma ao corpo, transmitindo tensões, sustentando músculos e órgãos, inter-relacionando-os.

É o nosso órgão sensorial mais rico, cheio de terminações nervosas, todas elas transmitindo informações precisas ao cérebro.

Os princípios desta terapia

Pressões diárias, posturas incorretas, choques emocionais, stress, traumatismos, cirurgias e respostas inflamatórias do organismo provocam tensão ao nível da fáscia. Estando diretamente ligado a órgãos e vísceras, este tecido vaiafetar todos os sistemas, resultando no mau  funcionamento das estruturas e provocando dor.

Segundo esta terapia, criada pela bioquímica Ida Rolf, nos anos 20, qualquer tensão aplicada numa área do corpo reflete-se na totalidade da rede fascial. Partindo destes princípios, a terapia miofascial implica a leitura do padrão postural do indivíduo e de eventuais movimentos padrão – dobrar, inclinar para ambos os lados e até respirar – com o objetivo de reajustar os tecidos.

O que acontece durante o tratamento

O terapeuta começa por «ouvir as queixas do paciente e apurar dados  relevantes para o tratamento (profissão, hobbies, desportos praticados) para, depois passar ao  bodyreading». Avaliar o padrão postural permite relacionar as assimetrias com as queixas e as estruturas ou seja, a muscular e fascial.

«A partir daí, o terapeuta utiliza técnicas manuais para eliminar espasmos e tensões musculares que provoquem desequilíbrios, deixando depois o corpo assimilar a nova informação e readaptar-se». Na sua essência, esta terapia envolve a aplicação de pressões suaves e  estratégicas, que atuam no tecido conectivo, sem recurso a cremes ou aparelhos.

Áreas de atuação

Dor crônica, dores de cabeça, problemas de coluna, como escoliose, hiperlordose, hipercifoses, estão entre os casos que mais podem beneficiar deste tipo de abordagem terapêutica. Os problemas posturais acabam por influenciar toda a dinâmica da fáscia, podendo vir a implicar compressão de nervos e da parte vascular.

Como exemplo «uma pessoa que passe muito tempo ao computador e se queixe de dores de cabeça, beneficia muito deste tipo de terapia, uma vez que um músculo pode ser, e muitas vezes é mesmo, a causa do problema. Alguém com estas características tem um padrão postural típico, apresentando a cabeça numa  posição mais anterior do que o que seria desejável».

Casos em que a terapia miofascial está contraindicada:

– Pessoas com cortes, feridas, fraturas ou erupções cutâneas.

– Doentes com neoplasias, aterosclerose, lúpus (fase aguda), artrite reumatoide (fase inflamatória) ou diabetes.

– Indivíduos com osteoporose ou sujeitos a tratamentos com cortisona.

– Grávidas.

Reflexologia

Você já ouviu falar em reflexologia?

Esse método estimula de forma precisa as terminações nervosas, proporcionando equilíbrio e bem-estar físico e emocional.

O que é reflexologia? É um tipo de massagem?

Reflexologia é o estudo dos reflexos. De acordo com o especialista, é uma técnica curativa holística e, especificamente a reflexologia podal, é um método complementar pautado na anatomia e fisiologia humana. Ela identifica, previne e trata distúrbios fisiológicos e desequilíbrios emocionais (causas e sintomas) através de estímulos por pressão nas terminações nervosas em pontos específicos dos pés e das mãos;

Não se trata de uma massagem, como muitas pessoas pensam, embora inicialmente se apliquem manobras ‘relaxantes’ antes de iniciar a pressão dos pontos. A reflexologia é uma técnica de tratamento para questões físicas e emocionais, estimulando plexos nervosos relacionados aos órgãos e emoções sob radar do tratamento.

Quais são os benefícios da reflexologia para o corpo e bem-estar?

– Desenvolver e melhorar o autoconhecimento;
– Agindo sobre o sistema nervoso, elimina acúmulos de sangue nos plexos nervosos dos pés, restabelecendo a comunicação entre cérebro e todo organismo;
– Ajuda a equilibrar os sistemas, estimulando um ponto (órgão) pouco ativo e atenuando uma área muito ativa;
– Promove consciência do estado de saúde (física e emocional) do paciente através do toque, pois por ele sentimos os pontos de carência que podem estimular reações no corpo, e se manifestar em até 24 horas após a sessão;
– Melhora da saúde e bem estar geral, como influência na atividade intestinal, qualidade do sono e muito mais.

Como a reflexologia é feita no corpo? Qual é a diferença da técnica feita nos pés e nas mãos?

O especialista estimula através da pressão de pontos mapeados, com uma ferramenta chamada ponteiro ou com o próprio dedo.

Os estímulos nos terminais nervosos dos pés, por exemplo, dissipam as concentrações sanguíneas, restabelecendo a conexão comunicativa entre o órgão e o cérebro e informando-o da necessidade de enviarem defesas para o órgão afetado.

A técnica feita nos pés tem um efeito mais rápido e eficaz do que aquela aplicada nas mãos, por isso acaba sendo a mais utilizada ultimamente.

 

Com que frequência podemos fazer a reflexologia?

A reflexologia pode ser aplicada com frequência. Em geral, as sessões são semanais para um tratamento eficaz, mas, havendo disponibilidade, ela pode ser feita sempre que necessário.

Por exemplo, entre uma sessão e outra, se o paciente se sente estressado, angustiado, e nos procura, podemos aplicar a técnica.

Quiropraxia

Você já ouviu falar na quiropraxia?

Criado nos Estados Unidos em 1895, o método tem como objetivo corrigir problemas no sistema locomotor, o que inclui músculos e ossos.

Com isso, promete resolver desordens na coluna e aliviar dores de uma forma geral.

Embora sua prática seja considerada por muitos uma medicina alternativa – o que faz muita gente ter receio em adotá-la – ela é reconhecida filiada à Organização Mundial de Saúde (OMS).

Quer entender melhor do que essa prática se trata?

O que é a quiropraxia

De acordo com o site da Associação Brasileira de Quiropraxia, o método não consiste simplesmente em massagens que farão os músculos relaxarem. Na verdade, ele é bem mais completo, já que trabalha desde o diagnóstico da dor até o tratamento e a prevenção de problemas futuros. “Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações”, afirma o site da associação.

A ideia é que o problema seja corrigido sem a necessidade de apelar para uma cirurgia ou o consumo de qualquer tipo de remédio. Aqui, tanto a coluna vertebral quanto o sistema nervoso são considerados essenciais para a resolução da desordem, seja ela qual for. A ideia é que ela seja ajustada apenas pelo movimento das mãos de um quiropraxista, e por isso sua formação precisa ser completa para evitar submeter o paciente a qualquer tipo de risco.

Quais os benefícios da quiropraxia

Além de tratar problemas na coluna, a quiropraxia também cuida de outras áreas do corpo na qual existe uma dor muscular, como braços e pernas. Entre os listados pelo site da associação temos: problemas nas articulações do ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo; tensão muscular; dores no pescoço, na lombar na cabeça; e hérnia de disco. Além disso, é possível que a prática melhore o bem-estar do paciente como um todo, fazendo com que ele durma melhor e tenha os seus níveis de estresse reduzidos, por exemplo.

Benefícios da limpeza de pele

Por que fazer limpeza de pele?

Quando devo investir no tratamento estético?

Se essas perguntas já passaram pela sua cabeça, chegou a hora de conhecer os principais benefícios da limpeza profunda do rosto.

As vantagens desse cuidado com a pele vão desde o controle da oleosidade excessiva até a prevenção de rugas e linhas de expressão.

Continue lendo e entenda mais sobre o que a limpeza de pele profissional pode fazer por você!

1. Ajuda a prevenir o surgimento de cravos e espinhas

Uma boa limpeza de pele pode não só tratar as espinhas que já existem no rosto como, também, prevenir que novas inflamações se formem –  e a explicação para isso é simples:

Como o procedimento limpa profundamente os poros, ele também previne que o excesso de sebo, sujeira, resquícios de maquiagem e outras impurezas obstruam esses mesmos buraquinhos e formem os comedões (popularmente conhecidos como cravos).

2. Retira as células mortas do rosto e faz um detox na pele

Para que a aparência seja saudável e luminosa, é preciso remover as células mortas do rosto por meio da limpeza e desintoxicação profunda dos poros – que é exatamente o que a limpeza de pele profissional faz.

Durante o procedimento, a pele morta é removida e, nos dias seguintes ao tratamento, as células são estimuladas a se renovarem, garantindo mais viço ao rosto.

3. Ajuda a controlar a oleosidade excessiva no rosto

Por combinar no mesmo procedimento a higiene e a hidratação da pele – principalmente com a ajuda das máscaras faciais que são aplicadas lá pelo fim do ritual – a limpeza profissional é capaz de:

  • remover o excesso de óleo produzido pelas glândulas sebáceas;
  • devolver o nível de água necessário para a pele, evitando o efeito rebote – quando as glândulas tentam repor a falta de hidratação na pele com a produção de mais óleo.

4. Suaviza e uniformiza a pele

Por causa da higiene, esfoliação e hidratação feitas na limpeza de pele, outra vantagem visível logo ao fim do procedimento é a textura suave e aparência uniforme.

Por isso, algumas manchinhas do rosto ficam visivelmente mais claras ao fim do ritual, já que a pele morta e os cravinhos foram retirados no processo.

5. Previne as rugas e linhas de expressão

A longo prazo, manter a rotina de limpeza de pele a cada 30 dias pode recompensar.

Por cuidar profundamente do rosto e estimular a renovação celular, recorrer ao tratamento com frequência também pode ajudar a retardar o aparecimento de linhas como o bigode chinês e os pés de galinha. Vale dar uma chance!

Dica: água micelar ajuda a fazer a limpeza diária da pele na rotina

Tão importante quanto a limpeza de pele com especialista é investir na limpeza diária feita em casa. Lembrar de higienizar o rosto todas as manhãs e noites com uma solução leve, como a água micelar, ajuda a manter a oleosidade controlada, desobstruir os poros e garantir a aparência suavizada no dia a dia.