Quiropraxia

Você já ouviu falar na quiropraxia?

Criado nos Estados Unidos em 1895, o método tem como objetivo corrigir problemas no sistema locomotor, o que inclui músculos e ossos.

Com isso, promete resolver desordens na coluna e aliviar dores de uma forma geral.

Embora sua prática seja considerada por muitos uma medicina alternativa – o que faz muita gente ter receio em adotá-la – ela é reconhecida filiada à Organização Mundial de Saúde (OMS).

Quer entender melhor do que essa prática se trata?

O que é a quiropraxia

De acordo com o site da Associação Brasileira de Quiropraxia, o método não consiste simplesmente em massagens que farão os músculos relaxarem. Na verdade, ele é bem mais completo, já que trabalha desde o diagnóstico da dor até o tratamento e a prevenção de problemas futuros. “Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações”, afirma o site da associação.

A ideia é que o problema seja corrigido sem a necessidade de apelar para uma cirurgia ou o consumo de qualquer tipo de remédio. Aqui, tanto a coluna vertebral quanto o sistema nervoso são considerados essenciais para a resolução da desordem, seja ela qual for. A ideia é que ela seja ajustada apenas pelo movimento das mãos de um quiropraxista, e por isso sua formação precisa ser completa para evitar submeter o paciente a qualquer tipo de risco.

Quais os benefícios da quiropraxia

Além de tratar problemas na coluna, a quiropraxia também cuida de outras áreas do corpo na qual existe uma dor muscular, como braços e pernas. Entre os listados pelo site da associação temos: problemas nas articulações do ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo; tensão muscular; dores no pescoço, na lombar na cabeça; e hérnia de disco. Além disso, é possível que a prática melhore o bem-estar do paciente como um todo, fazendo com que ele durma melhor e tenha os seus níveis de estresse reduzidos, por exemplo.